quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Professora Mãe e Amiga (Marcella Nolasco)


      Eu me lembro de você má mãe, professora e amiga, eu me lembro e muito. A sua paciência, o seu amor multiplicado por toda a sala de aula. Mas eu não via, não sentia essas malhas de carinho que me envolviam, que me tocavam e se transformavam em luz. Eu recebia, mas não reconhecia você plantou uma semente dentro de mim, que agora eu sinto, germinou, cresceu, virou botão e floresceu. Mas só agora, quando a distância de você se conta em anos de vida, eu parei para pensar e a sua figura cresceu dentro de mim. Parece até que eu voltei a ouvir a sua voz e senti a sua presença em tudo que fiz, em tudo que vivi. Você foi o pegureiro das minhas ações, das minhas determinações. Foi sua voz que me levantou nas horas difíceis, que me deu novas forcas, que mostrou que cada dia é uma nova renovação...
      Má eu nunca lhe agradeci o suficiente por tudo o que você me ensinou, pela diferença que você fez na minha vida! Será que eu disser que você foi uma das melhores professora que já conheci, e que eu te amei tanto quanto eu amava o meu própria pai, isso vai parecer exagero?
 Mas acredite não é exagera, você me fazia sentir muito honrada, deixando-me herdar uma parte de sua riqueza de conhecimento e experiência. Você me ensinou a respeitar, e ganhar o respeito de outras pessoas, como fazer amigos, e ajudar ao próximo a me sentir importante e valiosa. Nosso relacionamento era tão precioso, quase sagrado - uma relação que só pode desenvolver-se entre o mestre e seu aprendiz.

Eu gostaria de poder dizer-lhe: Minha querida professora, mãe e amiga eu valorizo cada momento do tempo que passamos juntos.

SAUDADES ETERNAS !!
"TE AMAREI DE JANEIRO A JANEIRO..."